Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
10/04/2023

Mötley Crüe: 3 discos para você ouvir e entrar no clima do show

Mötley Crüe: 3 discos para você ouvir e entrar no clima do show

Mötley Crüe é um dos pioneiros do glam metal e um dos nomes mais relevantes do gênero. A banda que começou suas atividades em 1981, formada pelo baixista Nikki Sixx, o baterista Tommy Lee, o guitarrista Mick Mars e o vocalista Vince Neil, já vendeu mais de 80 milhões de álbum em todo o mundo, se consolidando e se tornando uma referência para várias bandas do mesmo estilo.

A banda coleciona histórias bizarras e alucinantes, repletas de abusos de álcool, drogas e sexo, levando o estilo de vida rock n’ roll bem a sério. A banda foi apresentada para uma nova geração recentemente com o filme The Dirt – Confissões do Mötley Crüe, lançado pela Netflix, onde muitas dessas histórias insanas são apresentadas.

A banda se prepara para se apresentar no Brasil no dia 7 de março, no Aliianz Parque, em São Paulo, ao lado do Def Leppard em sua The World Tour. Com a Belas Letras sendo a casa do Mötley Crüe no Brasil, tendo lançado os livros The Dirt: Confissões da banda mais infame do mundoDiários da Heroína – Um Ano na Vida de um Rockstar Despedaçado e Nikki Sixx: Meus Primeiros 21, preparamos uma seleção de discos para você fazer um esquenta para o show do dia 7.

Escolhemos 3 discos para você ouvir e entrar no clima do show!

1 – Shout at the Devil (1983)

O segundo álbum do Mötley Crüe, lançado em setembro de 1983, foi um sucesso de vendas e colocou a banda nos holofotes por vários motivos. Além de mostrar uma sonoridade mais encorpada e trabalhada em relação ao seu antecessor, mostrando uma evolução musical da banda, o disco causou polêmica entre grupos fundamentalistas cristãos, por conta de seu título e pelo pentagrama em sua capa.

Outro ponto que chamou a atenção nessa fase da banda foi o seu visual. O grupo passou a usar maquiagens mais pesadas, botas com saltos e roupas de couro, o que viria a se tornar algo característico dentro do glam metal. O álbum chegou na posição 17 da Billboard 200 e emplacou 3 hits nas paradas de sucesso, sendo eles Looks That KillToo Young to Fall in Love e Shout at the Devil.

2 – Girls, Girls, Girls (1987)

Com uma sonoridade mais calcada no hard rock e no blues, o quarto trabalho do Mötley Crüe, lançado em maio de 1987, chegou à segunda colocação da Billboard 200. O álbum aborda os principais hobbies da banda, que são suas motocicletas e os clubes de strip-tease, temáticas que são representadas na capa do disco também. Além de focar no estilo de vida do grupo, a obra reserva alguns momentos para temáticas mais sérias como a criminalidade periférica de Los Angeles e o vício em drogas de Nikki Sixx.

Os maiores sucessos do álbum são as faixas Girls,Girls, Girls e Wild Side. O disco ganhou uma reedição em 2003 com 6 músicas bônus.

3 – Dr. Feelgood (1989)

Dr. Feelgood é o disco mais bem sucedido na carreira do Mötley Crüe. O álbum vendeu mais de 6 milhões de cópias nos Estados Unidos e foi o primeiro trabalho lançado pela banda após sua busca por sobriedade. A obra conta com a participação de Steven Tyler, vocalista do Aerosmith na faixa Sticky Sweet. É um trabalho aclamado pela crítica, sendo considerado por muitos o melhor disco na carreira da banda.

O álbum emplacou 5 singles nas paradas de sucesso, sendo eles Dr. FeelgoodKickstart My HeartWithout You, Don’t Go Away Mad (Just Go Away) e Same OI’ Situation (S.O.S.). É também o último trabalho da banda com o vocalista Vince Neil, que retornaria apenas em 1997.

E depois de fazer esse esquenta e entrar no clima do show, você também pode ler o livro The Dirt: Confissões da banda mais infame do mundoe conhecer todas as histórias malucas e extravagantes que os gigantes do glam metal viveram.


 

Dê o play nos discos, leia o livro e aproveite o show!