fbpx

voltar Criatividade 08/07/2019 Segundou?

Não faz muito tempo, o ator Jim Carrey tweetou o seguinte: “É triste que grande parte da nossa sociedade diga: ‘Obrigado Deus porque hoje é sexta-feira’. Obrigado Deus porque cinco dos meus sete dias da semana acabaram. Agora eu vou gastar dois desses sete dias bebendo porque aí eu não preciso pensar nos próximos cinco dias que estão por vir.”

Por que a cultura do “sextou” se instalou tão rapidamente na nossa sociedade? Vale a pena viver a vida esperando apenas a sexta-feira? Quanto tempo você vai realmente aproveitar se pensar assim? Quando foi a última segunda-feira que você acordou feliz? Será que a sexta é um dia para a gente comemorar que, enfim, vamos viver, ou para celebrar as conquistas que alcançamos durante a semana? Como é possível começar a semana motivado a impactar o mundo com o que você faz?

Cada um pode ter uma resposta muito particular para essas perguntas. Mas todas elas têm a ver com a maneira como a gente decide vivê-las. Jenna Strop, da Idaho University, por exemplo, apontou alguns motivos por que para ela segunda é um dia muito especial também. Primeiro, é um dia em que você pode, simbolicamente, recomeçar sua vida. Olhar para os erros e as conquistas da semana que passou. Aqui na Belas Letras, a gente começa a segunda com uma reunião de start em que todos agradecem por algo que lhes aconteceu na semana anterior, por exemplo. A segunda também é quando novas oportunidades podem surgir na sua vida. É um momento perfeito para desenhar novos objetivos – porque você tem a semana inteira pela frente para alcançá-los.

A ideia de odiar a segunda-feira é apenas uma ilusão. Ela é um dia qualquer no calendário, como  qualquer outro. Não vale a pena viver odiando um dia da semana durante toda sua vida, assim como não vale a pena fazer algo que você faz para viver apenas dois dias por semana (se odeia seu trabalho, sugiro que compre o livro “O poder do tempo livre”, do Luciano Braga, antes de achar que a culpa é da segunda-feira).

E por último: o melhor café sempre é o da segunda-feira!

Segundou? Boa semana!

 

#segundadacriatividade #belasletras

 

Gustavo Guertler não é filósofo, não é psicólogo, não é coach também. Ele é CEO da Belas Letras.