fbpx

voltar Criatividade 13/07/2020 Que tal antecipar o fim das suas certezas?

David Bowie era uma daquelas pessoas que se costuma dizer que estava à frente do seu tempo. Em 1996, foi o primeiro grande artista a lançar um single na internet, com Telling Lies (detalhe: 11 minutos pra fazer o download de UMA música). O pioneiro a lançar o streaming, em 1998, com o Bowienet. Em 1999, o jornalista Jeremy Paxman, da BBC, entrevistava Bowie quando comentou que havia muita gente exagerando o tamanho do impacto da internet no futuro. Bowie discordou na hora: para ele, a www iria mudar o mundo da música para sempre.

Bowie criou vários alter egos, começando por Major Tom, depois seu visual mais famoso, Ziggy Stardust, seguido de Aladdin Sane, The Twin White Duke, The Goblin King, The Blind Prophet. Quando um personagem dele ficava famoso, ele mudava. Não apenas os personagens ou as músicas; tudo. Era um camaleão, um inovador, um paradoxo em si, como o Cassio Grinberg conta em seu livro Desaprenda. Sabe qual era o segredo dele? Para Bowie, o segredo da longevidade era antecipar o seu próprio fim, sempre. Quando estava no auge, ele mudava. E assim conseguia se adaptar e estar à frente do seu tempo. Que louco isso, né? Ele fez sua arte durar para sempre porque sempre trabalhou com a ideia de que nada podia durar para sempre.

Que certezas você tinha sobre sua carreira, seu negócio ou sua vida antes da pandemia? Que tal aprender a antecipar o fim das suas certezas com mais frequência daqui em diante, antes que o fim realmente chegue de surpresa? Que tal se abrir a ideias que hoje contrariam suas crenças? Jack Welch dizia: ou você decide mudar ou um dia você vai ser obrigado a mudar. Convido você a olhar para uma coisa na sua vida que sabe que precisa mudar, mas está adiando, e dar um jeito nisso sem medo.

De preferência ao som desse momento épico, David Bowie cantando Under Pressure ao lado de Freddie Mercury.

Uma semana camaleônica pra você!

AH, MAIS UMA COISA: pra você que acompanha estes textos, nesta terça, às 13h, estarei numa live com a Gabriela Oliveira, que vai falar sobre que atitudes podemos tomar para fazer do mundo ao nosso redor um lugar menos racista. No YouTube e Instagram da Belas Letras.

#SegundaDaCriatividade #BelasLetras #BomDia



@guertlergustavo não é filósofo, não é psicólogo, não é palestrante, não é coach, não é guru do marketing, além de não ser mais um monte de coisas. Ele é gente, apenas – e às vezes vai para a Belas Letras trabalhar também.