fbpx

voltar Criatividade 10/02/2020 Como você demonstra gratidão?

Uma das mais inspiradoras professoras da Universidade Stanford, Tina Seelig, repassa no celular os contatos das pessoas que ela conheceu naquele dia e manda uma singela mensagem de gratidão para todas elas. Alguns dos melhores corretores de imóveis de Seattle - a cidade onde surgiu nada mais nada menos que a Starbucks, a Microsoft, a Boeing e a Amazon - também cultivam um hábito em comum: a primeira coisa que eles fazem pela manhã no escritório é escrever um bilhete, à mão, para enviar pelo serviço de postagens, endereçado a alguém importante na vida deles. Todos os dias.

Aqui na Belas Letras, todas as segundas-feiras pela manhã - talvez enquanto você lê este texto - temos o Start, que é nossa reunião para começar a semana. Nela, cada um agradece por algo que aconteceu na semana anterior, antes de dizer quais são suas metas da semana.

A prática da gratidão - como simples processo de nos habituarmos a reconhecer as coisas pelas quais somos gratos - é uma boa forma de neutralizar nossa tendência natural à negatividade. Estudos mostram que são precisos cinco elogios para neutralizar uma observação negativa. Ser grato é dialogar com sua própria vida e ser mais produtivo.

Como diz o monge David Steindl-Rast, você não pode ser grato por tudo, mas pode ser grato em todos os momentos. Uma chuva inesperada, uma pessoa nova que conheceu, uma boa xícara de café, as coisas mais prosaicas que temos são presentes que podemos dar a nós mesmos.

E que tal escrever hoje mesmo para agradecer a uma pessoa importante para você?

Boa semana!

 

A propósito: vamos lançar todos os três livros da professora Tina Seelig - dois deles já este ano. O primeiro - Regras da Criatividade - é a adaptação do seu curso sobre empreendedorismo em Stanford. Recomendo muito para quem está pensando em colocar um novo projeto na rua. Vai rolar em abril, mas avisamos por aqui. Enquanto isso, se quiser conhecer um pouco mais dela eu recomendo o TEDx sobre sorte.

 

#SegundaDaCriatividade #BomDia #BelasLetras

 

@guertlergustavo não é filósofo, não é psicólogo, não é palestrante, não é coach, não é guru do marketing, além de não ser mais um monte de coisas. Ele é gente, apenas – e às vezes vai para a Belas Letras trabalhar também.