fbpx

voltar Criatividade 20/05/2019 Com que alegria você entrega seu peixe?

O Pike Place é o mercado público de Seattle, nos Estados Unidos – uma cidade da costa oeste tão empreendedora que foi berço da Starbucks, da Microsoft e da Boeing, pra ficar em apenas três exemplos. Ele existe desde 1907 no coração do distrito histórico de Seattle, onde você pode tomar um café da manhã de frente para o mar, de um lado, ou das montanhas com seus picos nevados do outro.

O Pike Place é basicamente um imenso corredor com bancas dos dois lados onde você pode comprar artesanato local, peixe, claro – destaque para o famoso salmão de Seattle – flores, colecionáveis, e praticamente tudo direto dos produtores locais, além de almoçar ou jantar em restaurantes muito bacanas ou ver apresentações dos artistas de rua.

Mas tem um ponto imperdível de visitação no Pike Place, que é uma pequena banca de vendedores de peixe, a Pike Place Fish Co. O que eles fazem de diferente lá? Toda vez que um cliente compra um peixe inteiro no caixa, os vendedores o arremessam, de um para o outro, e cantam. Eles viraram atração do mercado. E sempre tem fila de gente lá não só para comprar, mas para vê-los cantar e arremessar os peixes.

Não é apenas uma estratégia de marketing; é uma tradição dos peixeiros, mas que eles fazem com alegria genuína. Celebrar a venda de um singelo peixe é o que os faz felizes. E esse singelo gesto de gratidão pelos clientes tem atraído milhares de pessoas à banca todas as semanas.

Não faço a mínima ideia se todos os jovens que trabalham lá estão fazendo exatamente o que amam fazer. Mas estão aproveitando o tempo que estão ali naquele emprego para transformá-lo no melhor emprego do mundo enquanto estão ali. Não é sobre vender peixes. É sobre deixar o dia das outras pessoas mais divertido e feliz. É sobre sentir prazer em encantar seu cliente com aquilo que você faz.

 

Boa semana!

#segundadacriatividade #belasletras

 

PS: na casa da Starbucks, o melhor café não é da Starbucks, mas da Kitanda, uma rede de cafés orgânicos e açaí (criada por um brasileiro, por sinal) com o melhor pão de queijo que comi até hoje.

 

Gustavo Guertler não é filósofo, não é psicólogo, não é coach também. Ele é CEO da Belas Letras.