fbpx

voltar Música 05/11/2020 A mais importante biografia do Oasis chega ao Brasil

Voando Alto – As aventuras do Oasis, publicado pela Editora Belas Letras, é um calhamaço de 512 páginas que vai fazer você viajar no tempo e conhecer a história de Liam e Noel Gallagher de um jeito único. O jornalista Paolo Hewitt fez amizade com os caras logo no início da carreira e acompanhou por dentro a ascensão da banda, nos anos 90. Ler este livro é como estar com Oasis na estrada e nos palcos e, muitas vezes, dentro da cabeça dos irmãos.

“Paolo é a única pessoa a falar sobre como era estar conosco na estrada porque ele esteve. Caiu na estrada, viu de tudo, passou por tudo.” - Noel Gallagher

O livro ainda traz quatro fotos de bastidores em página dupla, feitas pela fotógrafa Jill Furmanovsky, que conviveu com a banda durante quase toda a carreira, e publicadas com exclusividade na edição em português do livro.

Com o livro Voando Alto - As aventuras do Oasis você ainda recebe um KIT EXCLUSIVO com 2 marcadores de páginas personalizados + 2 mini-quadros (sem moldura) 15 x 15cm + 2 paper toys para montar: Paper Liam e Paper Noel. Válido somente para os pedidos feitos pela loja online da Belas Letras.

 

 

Paolo Hewitt passou grande parte de sua vida na estrada com a banda e voltou para casa com muitas histórias de bastidores sobre os talentosos irmãos Gallagher. As turnês, os shows memoráveis, as declarações polêmicas, o trabalho por trás das composições e, é claro, as brigas, são narrados em uma escrita envolvente, como se fosse um romance.

Tudo isso nos faz compreender um pouco as personalidades tão diferentes de Liam e Noel, que encontraram na música uma maneira de unir polos tão opostos e assim escrever o nome do Oasis na história do rock. A combinação única dos versos carregados de significado das composições de Noel e da voz cheia de potência e personalidade de Liam levou o Oasis a um sucesso estrondoso do cenário britpop para o mundo.

“Muito, mas muito acima de qualquer outro livro sobre o Oasis. Detestei tanto o fato de o livro acabar que tive de ler de novo.” IRVINE WELSH, autor de Trainspotting