Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
06/04/2023

5 Trechos da autobiografia de Ozzy que vão fazer você morrer de rir

5 Trechos da autobiografia de Ozzy que vão fazer você morrer de rir

Ozzy Osbourne não é conhecido apenas por ser o vocalista do Black Sabbath e por sua bem sucedida carreira solo. O músico também é famoso por suas histórias malucas e, na maioria das vezes, muito engraçadas. Ninguém sabe explicar como o príncipe das trevas ainda está vivo. Ozzy definitivamente não é um ser humano normal e suas vivências só afirmam esse fato. A autobiografia do músico, há anos esgotada, finalmente está de volta ao Brasil, agora pela editora Belas Letras. Separamos 5 trechos de Eu Sou Ozzy que vão fazer morrer de rir com as loucuras vividas pelo artista.

Descubra o que Ozzy fez ao visitar a casa de Roger Whittaker após tomar uma garrafa de solução para limpeza de cólon.

“Finalmente, vi: as cortinas. Vou limpar minha bunda com as cortinas! Eu as arranquei e fiz o que precisava ser feito. Mas aí tinha outro problema em mãos: que merda deveria fazer com um par de cortinas do Roger Whittaker cheias de merda? Não podia sair do banheiro com elas e perguntar à corretora onde era o lixão mais próximo. Foi então que pensei: Bem, talvez o melhor seja deixar um bilhete. Mas o que escreveria? “Caro Roger, perdão por cagar nas suas cortinas. Adoro seus assobios! Abraços, Ozzy.”

No final, eu as enrolei e escondi na banheira.”

Ao passar em frente um cemitério, após ficar noivo de Sharon (de novo) e voltar de uma farra de 24 horas, Ozzy teve uma ideia genial.

“Havia uma cova recém-fechada com um monte de flores em cima. Lindas flores, na verdade. Roubei umas e entreguei a Sharon quando cheguei em casa. Ela quase começou a chorar, achou tão comovente.

Aí ela deu um soluço e disse: “Oh, Ozzy, e você até escreveu um cartão, que doce!”.

De repente eu fiquei pensando: Que cartão¿ Não me lembro de ter escrito nenhum cartão.

Mas era muito tarde. Sharon já estava abrindo o envelope e tirando o cartão. “Em memória de nosso querido Harry”, estava escrito.

Foi mais um anel voando pela merda da janela.

E eu ganhei um olho roxo, um soco bem dado.”

O dia em que Ozzy estava em um hotel com Sharon, passando mal de tanto cheirar cocaína.

“Mais tarde, naquela mesma noite, eu estava deitado na cama do hotel, passando mal de tanto cheirar cocaína. Estava tremendo, suando e tendo todo tipo de fantasia paranoica. Tentei acordar Sharon, mas ela só gemeu e me empurrou.

 Sharon —eu gemi. — Acho que estou morrendo.

Silêncio.

Tentei de novo:

—Sharon, acho que estou morrendo.

Silêncio de novo.

Mais uma vez:

—Sharon, acho que estou…

—Morre em silêncio. Preciso dormir. Amanhã de manhã tenho uma reunião.”

Quando Ozzy arrancou a cabeça de uma pomba em uma reunião com a gravadora.

Eu me levantei, andei pela sala, sentei-me no braço da cadeira da garota de RP e tirei uma pomba do meu bolso.

— Ah, que linda –ela falou, dando outro sorriso falso. E olhou de novo para seu relógio.

É isso, pensei. Abri minha boca o máximo possível.

Do outro lado da sala, vi Sharon estremecer.

Aí comecei: chomp, spit.

A cabeça da pomba caiu no colo da garota, salpicando sangue. Para ser honesto com vocês, eu estava tão bêbado que tinha gosto de Cointreau. Bom, Cointreau e penas. E um pouco de bico. Aí joguei a carcaça na mesa e olhei enquanto se mexia.

Em uma degustação de vinhos, quando ainda era casado com Thelma.

Fui a uma degustação de vinhos, em Birmingham. Era um mercado de comida ou algo assim, na época do Natal. Pensei: Puta merda, uma degustação de vinhos, isso parece algo que um adulto civilizado faria. Na manhã seguinte, Thelma me perguntou: “O que você comprou?”. Eu respondi: “Oh, nada”. E ela continuou: “Mesmo? Deve ter comprado algo”. E eu disse: “Ah, bem, sim –acho que comprei algumas caixas”.

Acontece que eu havia comprado 144 caixas.

Fiquei tão bêbado que achava que estava comprando 144 garrafas. Aí um caminhão de entregas do tamanho do petroleiro Exxon Valdez parou em frente a Bulrush Cottage e começaram a descarregar caixas de vinho suficientes para encher a casa até o teto. Demorou meses para que eu e os roadies terminássemos com aquilo.

Essas são apenas algumas das histórias malucas vividas pelo grande Ozzy. Quer mais? Então você precisa adquirir a autobiografia do príncipe das trevas.


IMAGEM: DIVULGAÇÃO BELAS LETRAS

E para você que é um fanático por Black Sabbath, preparamos um combo especial com os livros   Eu Sou Ozzy e Iron Man: Minha Jornada pelo Céu e pelo Inferno com o Black Sabbath.