Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
10/04/2023

3 Histórias curiosas presentes em Gold Dust Woman

3 Histórias curiosas presentes em Gold Dust Woman

O mundo da música está repleto de mulheres fortes, geniais, talentosas, criativas e inspiradoras. Ao longo dos anos, vimos diversos nomes femininos ganharem os holofotes e conquistarem multidões com suas músicas e suas histórias. Nomes como Janis JoplinLita FordJoan JettLily AllenAmy WinehouseCyndi Lauper são alguns exemplos de mulheres fortes e incrivelmente talentosas, que conquistaram seu lugar ao sol e seguem influenciando e inspirando diversas gerações.

Para deixar o Dia da Mulher mágico, a história de mais uma grande mulher do mundo da música chega ao Brasil pelo palco da Belas Letras. O livro Stevie Nicks – Gold Dust Woman conta a trajetória de uma das maiores cantoras e compositoras do mundo do rock. A obra, inédita no Brasil, revela detalhes sobre sua entrada no Fleetwood Mac, seu relacionamento conturbado com Lindsey Buckingham, seu quase fatal vício em drogas e álcool e sua bem sucedida carreira solo.

Separamos 3 histórias curiosas que você encontra em Stevie Nicks – Gold Dust Woman.

1 – Assustada e encantada com Janis Joplin

Enquanto ainda fazia parte da banda Fritz, Stevie Nicks teve a chance de se encontrar com Janis Joplin. A lenda do blues já seguia sua carreira, e em uma apresentação no Fillmore West no início de 1970, a Fritz era a responsável por abrir para a Kozmic Blues Band, de Janis Joplin.

A primeira vez que Stevie Nicks viu Janis, ela estava furiosa. A primeira banda havia ultrapassado seu tempo no palco, o que fez a cantora subir no palco aos berros, gritando para a banda sair do palco. A cantora, que era cheia de atitude, estilo e uma certa arrogância, fez seu show 20 minutos depois e deixou Stevie Nicks completamente encantada e fascinada. Já seus colegas da Fritz não foram fisgados pela cantora.

Eles bateram um papo com Janis no camarim, que estava bêbada de Southern Comfort, fumando muito e xingando Deus e o mundo. Os colegas de banda de Stevie Nicks acabaram achando a cantora muito grosseira e uma presença indesejada.

2 – Peter Green e o culto espiritualista à base de LSD

Fleetwood Mac teve várias mudanças de formação ao longo dos anos, uma delas ocorreu em 1970, após uma situação peculiar na Alemanha. Quando a banda foi se apresentar na Alemanha, Peter Green acabou tendo contato com um culto espiritualista à base de LSD e consumiu muito ácido com eles.

Logo em seguida, deixou o Fleetwood Mac, se livrou de seus bens materiais e se tornou um recluso, além de deixar crescer tanto as unhas que não conseguia mais tocar guitarra. E não para por aí! Peter ainda para seus empresários que não enviassem mais os pagamentos de seus royalties pelas músicas Albatross e Black Magic Woman.

Os pagamentos continuaram chegando e o músico (ou ex-músico) foi até a agência dos correios com uma arma de pressão para ameaçar os funcionários. Peter foi detido e escapou da prisão por muito pouco.

3 – Uma sessão de cookies muito doida

Durante as gravações do álbum Rumors, aconteceu um episódio impagável, quando Robin Snyder assou uma fornada de brownies com pedaços de haxixe e levou para o estúdio junto com Stevie. Essa sessão ficou conhecida como a sessão de cookies de mil dólares, já que após consumir os doces, a banda ficou tão chapada que as músicas foram esquecidas e os engenheiros de som saíram para curtir a noite.

Já Stevie e John permaneceram no estúdio, rindo e se divertindo de piadas e tirinhas de uma edição da revista Playboy.

Gold Dust Woman traz essas e muitas outras histórias sobre a trajetória de uma das cantoras e compositoras mais populares da música. Celebre o dia internacional da mulher conhecendo a carreira de uma verdadeira lenda do rock.